Balança até que um dia cai

Tudo que sobe muito, lá nas alturas, sempre balança, mas aqui no Brasil tende, sempre a cair como foi o caso da maioria dos presidentes da República eleitos depois do final da ditadura militar de 1964. Voltando para os quartéis, os homens das casernas passaram 20 anos no poder mostrando que a política não era seu ramo, dai devolveram o poder aos civis, que, também, perderam o jeito de governar pelo menos com o mínimo de honestidade e honradez.

Aliás, o neto do presidente Tancredo Neves, Aécio, era seu secretário particular e seria um secretário particular patrulhado pela primeira-dama extra-oficial, dona Antônia, tida como sua amante e chefe de gabinete, até hoje senhora respeitada por toda república, apesar de seu duvidoso papel na estrutura do poder. São coisas do sul-realismo tupiniquim, no qual os chefes de estados fazem filhos com devoção religiosa, naturalmente, fora do casamento.

O atual presidente Michel Temer, já foi objeto de violência verbal, quando foi questionado através da mídia no final de seu primeiro casamento em consequência de uma relação extra-conjugal com uma jornalista de Brasília, segundo divulgação feita pela sua cônjuge. Ele conseguiu superar o drama conjugal e nem chegou a balançar feio, pois sua ex teve o bom senso de verificar que o prejuízo dela seria maior do que o do próprio ex-marido, dai preferiu fazer um acordo. Na cabeça da moça estava presente o drama da ex-mulher do prefeito paulista, Celso Pitta, que morreu quase na miséria sem ter como lhe pagar pensão para os filhos e lhe dar nada a título de divisão patrimonial.

Por outro lado, mantida a nossa tradição, Temer não está de todo livre de mulheres magoadas na sua vida que fazem tremer as bases do edifício do alicerce de seu poder, que a qualquer momento pode ir abaixo, com muita gente sucumbindo com ele. Afinal, os maiores aliados de dias atrás já fogem dele como o diabo fogem da cruz, são assustadores os temores dos aliados de Temer de mostrar qualquer aliança a ser usada nas futuras eleições, embora alguns possam tirar proveito desde que não sintam riscos de prejuízo eventual nas próximas eleições.

Pelo andar da carruagem, os dois maiores riscos de um chefe politico é a fama de ser vítima de traição conjugal ou/e a traição eleitoral. Dispensável é se falar primeiro, pois é quase impossível a aceitação popular a eleição de um traído, ou simplesmente, de um corno. Candidato majoritário traído, por sua vez, nas pequenas cidade de todos recantos do Brasil, não raro mandam matar o traidor, como se noticia com freqüência os jornais do pais.

O edifício de Temer Balança e o tremor vai se tornando cada dia pior e, pelo andar da carruagem, a contagem regressiva para o fim de seu governo não demora. Os garçons da presidência da República, logo mais não estarão lhe servindo nem mesmo um cafezinho. O certo é que são poucos os governantes que ficam até o fim do mandato no Palácio do Planalto. É uma maldição do faraó ou caveira de burro torna tão difícil se garantir em tal cadeira, permanecendo no poder pelo tempo previsto, lembrando que Tancredo Neves, morreu antes da posse; José Sarney, ficou em mandato tampão; Fernando Collor, passou dois anos; Itamar Franco, elegeu FHC por prazo limitadores se elegeu duas vezes e viu FHC perder a eleição para Lula que elegeu Dilma e depois se elegeu até perder o bonde da história dois anos depois.

Elcias Lustosa

*Jornalista e escritor

Sobre elciaslustosa

Redator político dos jornais de maior circulação do país há cerca de cinquenta anos, trabalhando como jornalista profissional e comentarista de assuntos políticos e econômicos. Desenvolveu também atividade de promoção de eventos com empresas de sua propriedades ao longo da vida.
Esse post foi publicado em Atualidades, Politica, Sem categoria e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s