Democratização da cadeia

A democratização da cadeia com a distribuição de xadrez franqueado a todo cidadão que comete crime deve ser ofertado a todos sem restrição de qualquer ordem, privilegiando principalmente os detentores de cargos políticos e eletivos que deveriam ter conduta mais correta que os demais pelo exercício de um papel público exemplar. Assim o foro privilegiado, por princípio era para tornar ágil o processo legal mas virou alternativa de postergação de qualquer decisão do poder judiciário. De tal forma, que todo e qualquer processo de personagem político com foro privilegiado deve ser apreciado no menor prazo possível, inclusive com a suspensão de qualquer outro processo como no caso de investigação ou crime envolvendo o presidente da república ou dirigentes dos três poderes da república. Enfim, o foro é para fazer andar o processo e não para evitar seu andamento como terminou ocorrendo graças a malandragem dos atores políticos brasileiros.

Cabe lembrar Sócrates, que dizia que a desonra fere profundamente a imagem de um homem digno e, para ele é doloroso ser olhado como alguém que cometeu um crime. Desta forma, todo ator ou militante político ao contrário do que acontece no cenário brasileiro deveria se empenhar no sentido de conseguir eliminar de todo corpo institucional as medidas e normas legais que privilegiam o homem público, a fim de que, por sua lisura ele possa ser visto por todos como um homem de honra.

Hoje o que vemos no Brasil é uma batalha campal em que o judiciário se insubordina contra o legislativo por impedir aplicação da lei contra seus integrantes defendendo e aplicando critérios absurdos que torna os políticos imunes a qualquer punição por atitudes ilícitas. No fim desta semana, o presidente recriou uma medida provisória para manter seu ministro Moreira Franco livre de processo judicial, enquanto busca dois parlamentares para ocupar os ministérios da transparência e da ética. Como no fazer política tais atributos não são parte do atual cardápio servido nas mesas das duas casas do Congresso Nacional o que se vê é a total impossibilidade efetiva de se encontrar duas figuras dispostas a servir o país no ramo tão espinhoso e tão complexo da ética e da transparência.

A eliminação das desigualdades constitui tema de apreço especial dos atores políticos, desde que não tire deles privilégios e regalias afinal os mesmos agem sempre em interesse próprio jamais em benefício do coletivo. É que criaram tantas vantagens e benesses que hoje as despesas com parlamentar federal podem chegar a trezentos mil reais por mês, em especial com gastos pessoais contratação de assessores, despesas de combustível, passagem de avião, aluguel de carro, telefones, aluguel de escritório, entre outras coisas que facilmente atinge valores estratosféricos para um cidadão comum.

O sonho do cidadão comum é que o parlamentar brasileiro tenha consciência e compostura ética do asiático, que quando envolvido em denúncia de crime em pouco tempo termina recolhido a cadeia ou se mata, por não conseguir conviver com a desonra que é visto por sua atuação política. Nos precisamos que chegue a tanto, mas tenhamos normas legais realmente aplicáveis contra políticos desonestos para que não prevaleça o mar de lama que mergulha o cenário público nacional. É preciso democratizar a cadeia, colocando lá, também, os políticos.

Elcias Lustosa

*Jornalista e escritor

Sobre elciaslustosa

Redator político dos jornais de maior circulação do país há cerca de cinquenta anos, trabalhando como jornalista profissional e comentarista de assuntos políticos e econômicos. Desenvolveu também atividade de promoção de eventos com empresas de sua propriedades ao longo da vida.
Esse post foi publicado em Atualidades, cadeia, foro privilegiado, Jornal, Politica e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s